skip to content

Vozes dos Povos Originários do Brasil: Povo Puri, memória e resistência

Povo Puri, memória e resistência

O povo da etnia Puri é originário da região sudeste do Brasil, espalhado em áreas de seus grandes estados: Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo. 

Somos pertencentes ao tronco linguístico Macro-Jê que é composto por doze famílias linguísticas; a Puri é composta por três línguas: Puri, Coroado e Koropó. 

Segundo o último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), realizado em 2010, foram registrados 675 autodeclarados Puri, com a maior parte pertencente ao Estado de Minas Gerais.

Nosso povo foi extremamente perseguido e desterritorizado do século XVII ao século XIX. Sofremos violentas políticas de aldeamento, catequização, fomos escravizados e dados por extintos, políticas etnocidas nas quais colaboraram para que perdêssemos boa parte de nossa história. 

Hoje, o povo Puri continua enfrentando barreiras como, por exemplo, a dificuldade de se reconhecer indígena, a discriminação sofrida pela crença de um fenótipo indígena ilustrado, a necessidade de se auto afirmar indígena o tempo todo por não viver em aldeias. 

O processo de ressurgência do nosso povo concentra a retomada da língua e estudo dela; da cultura, das danças e tradições que foram trazidas pelos nossos ancestrais e a busca constante de documentos históricos e de construção desses documentos para manutenção de um acervo de memórias Puri. 

Há indígenas Puri artistas, médicos, professores, pesquisadores, advogados e etc... Estamos cada vez mais ocupando espaço nas Universidades e em diversos campos artísticos. 

A nossa luta por direitos, políticas públicas, por uma sociedade antirracista é diária, se faz presente em vários processos cotidianos e constitucionais. Nós, indígenas Puri existimos e resistimos! Métl’on Puky! (Força Puri) 

Eu sou Suê Jani Puri, indígena da etnia Puri, residente em Viçosa (Minas Gerais). Estudante do Curso de licenciatura em Educação Infantil na Universidade Federal de Viçosa. Esse Podcast contou com a participação do Movimento de Ressurgência Puri e correção do Parente historiador Antônio. 

* A trilha utilizada durante o episódio foi composta por Jurandi Puri. Esta produção está disponível nos principais tocadores de podcast, dentre eles o da Apple, Deezer, Google e Spotify. Acesse Ufop Cast. Conheja o Projeto Culturas Indígenas do Brasil, da Rádio Ufop. 

Vozes dos Povos Originários do Brasil / Apresentação: Suê Jani Puri / Direção: Gláucio Santos, Helena Azevedo e Simei Gonderim / Produção: Sistema Ufop de Rádio e Roquette Pinto. Comunicação Educativa / Realização: Universidade Federal de Ouro Preto / Apoio: Geipò - Grupo de Estudos Indígenas e Povos Originários da Universidade Federal de Viçosa

Últimas notícias

Fios de Solidariedade busca construir rede de apoio às mulheres ao longo do ano

22 Outubro 2020

A sétima edição do Projeto Fios de Solidariedade tem como tema “Árvore da Felicidade - Peça felicidade”. Realizado desde 2014 anualmente em outubro, a ação foi criada com o intuito de unir a comunidade acadêmica e a população ouro-pretana na luta contra o câncer de mama , e também restaurar a autoestima de pacientes em...

Reportagem Especial aborda a questão da saúde mental

14 Outubro 2020

De acordo com o Ministério da Saúde, 12 mil pessoas cometem suicídio todos os anos no Brasil. Portanto é de extrema importância que sejam estabelecidos diálogos sobre o assunto, o que deve ser feito com muito acolhimento e, principalmente, sem julgamentos. Ajudar aqueles se encontram em quadro depressivo pode ser feito de...

Professores e especialistas analisam a volta às aulas em Minas Gerais

8 Outubro 2020

Com a proposta de retorno das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas em Minas Gerais, por decisão do Governo do Estado, a Rádio UFOP Educativa ouviu profissionais da educação e da saúde para analisarem essa iniciativa do poder público e possíveis implicações na saúde da população. Dentre as pessoas ouvidas estão...