skip to content

Vozes dos Povos Originários do Brasil

Vozes dos Povos Originários do Brasil

Dia Internacional dos Povos Indígenas 

 

No dia 09 de agosto é comemorado o Dia Internacional dos Povos Indígenas. Diferente do dia 19 de abril conhecido como dia do índio, no qual foi criado pelo homem branco e que atualmente mais o fazem para fantasiar as crianças em cima do estereótipo indígena, reforçando assim a ideia de aldeamento e de um povo só, descartando a possibilidade de existir várias etnias, com cultura e modo de vida diferente. O dia 9 de agosto nasceu com o propósito de inclusão dos povos indígenas na sociedade.

E para nós, o dia é de reforçar nossas lutas pelo reconhecimento, preservação a nossa cultura, importância do pertencimento, a importância da demarcação de terras indígenas aos parentes aldeados; reforçar nosso direito a exercer nossas crenças e espiritualidade, e não posso me esquecer, nesse contexto pandêmico que enfrentamos, a importância de preservar a integridade física dos povos mais isolados frente ao novo coronavírus, com risco eminente de genocídio, assim como aconteceu com várias etnias em outras pandemias e ditadura militar ocorridas no Brasil. 

É extremamente importante que essa discussão persista nas salas de aula e fora delas, desmistificando os estereótipos, lutando contra o racismo, ensinando que as diferentes culturas precisam ser respeitadas. O dia 09 de agosto veio para reforçar essa importância, para somar na luta pela garantia de direitos e de preservação.

O dia 19 de abril, soa bonito ao

se pensar, mas já tem como maior erro o “índio” que é uma palavra que diminui nossas mais de 300 etnias, com mais de 200 línguas diferentes a um povo só, porém, somos muitos. 

Que nos lembremos do dia 09 de agosto como dia para luta, para preservação identitária, para garantia de direitos e políticas públicas, e acima de tudo, respeito a todos os povos indígenas, em contexto urbano e/ou aldeados.

Eu sou Suê Jani Puri, indígena em contexto urbano da etnia Puri, residente em Viçosa, em Minas Gerais. Professora em Formação no curso de Educação Infantil da Universidade Federal de Viçosa. 

A trilha utilizada durante o episódio foi composta por Jurandi Puri. Esta produção está disponível nos principais tocadores de podcast, dentre eles o da Apple, Deezer, Google e Spotify. Acesse Ufop Cast. Conheja o Projeto Culturas Indígenas do Brasil, da Rádio Ufop. 


Vozes dos Povos Originários do Brasil Direção: Gláucio Santos, Helena Azevedo e Simei Gonderim / Produção: Sistema Ufop de Rádio e Roquette Pinto. Comunicação Educativa / Realização: Universidade Federal de Ouro Preto / Apoio: Geipò - Grupo de Estudos Indígenas e Povos Originários da Universidade Federal de Viçosa

Últimas notícias

Fios de Solidariedade busca construir rede de apoio às mulheres ao longo do ano

22 Outubro 2020

A sétima edição do Projeto Fios de Solidariedade tem como tema “Árvore da Felicidade - Peça felicidade”. Realizado desde 2014 anualmente em outubro, a ação foi criada com o intuito de unir a comunidade acadêmica e a população ouro-pretana na luta contra o câncer de mama , e também restaurar a autoestima de pacientes em...

Reportagem Especial aborda a questão da saúde mental

14 Outubro 2020

De acordo com o Ministério da Saúde, 12 mil pessoas cometem suicídio todos os anos no Brasil. Portanto é de extrema importância que sejam estabelecidos diálogos sobre o assunto, o que deve ser feito com muito acolhimento e, principalmente, sem julgamentos. Ajudar aqueles se encontram em quadro depressivo pode ser feito de...

Professores e especialistas analisam a volta às aulas em Minas Gerais

8 Outubro 2020

Com a proposta de retorno das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas em Minas Gerais, por decisão do Governo do Estado, a Rádio UFOP Educativa ouviu profissionais da educação e da saúde para analisarem essa iniciativa do poder público e possíveis implicações na saúde da população. Dentre as pessoas ouvidas estão...